A Affiname

APRESENTAÇÃO

A Associação dos Funcionários da Finame – AFFINAME, fundada em 05 de julho de 1972, é uma entidade sem fins lucrativos, sediada na Avenida República do Chile, 100, Sobreloja, Mezanino, Centro, Rio de Janeiro, RJ, que objetiva, principalmente, congregar os atuais e os ex-empregados da FINAME – Agência Especial de Financiamento Industrial, subsidiária do BNDES desde 1966.

Suas finalidades principais baseiam-se em dar ampla assistência aos seus sócios, podendo, inclusive, conceder empréstimos, financiamentos, avais e fianças; apoiá-los e representá-los nas suas justas reivindicações coletivas; manter e incentivar a solidariedade entre os funcionários do Sistema BNDES; proporcionar o aprimoramento e o desenvolvimento intelectual, social e cultural de seus associados.

HISTÓRIA

Ao longo de sua existência, a AFFINAME interagiu efetivamente com todos os seus associados, tornando-se a grande mãe social da, que carinhosamente chamamos, FAMíLIA FINAME.

Seus benefícios sempre estiveram direcionados ao crescimento de seus associados, apoiando-os tanto no aspecto financeiro como no intelectual, intimamente relacionado ao desenvolvimento do País. Muitos de seus associados alcançaram a formação superior através de sua ajuda, outros até o tão almejado teto foi oriundo de subsídio da Associação.
Hoje é uma Associação que se mantêm pelo grande elo afetivo forjado ao longo deste período, o mesmo elo que nos leva a “bater no peito” e dizer com orgulho:

SOU FINAME, SOU BNDES, SOU BRASIL!

DEPOIMENTOS

I) Motivação para a criação da Associação:

a) Havia um movimento disperso entre os funcionários demonstrando a necessidade de maior integração.

b) Suponho ter sido diagnosticada pela Diretoria tal necessidade, tanto que o Sr. Secretário Executivo Adjunto, Dr. Portugal Moura, convocou a mim, o Sr. Flavio e o Sr. Walter e sinalizou que a atual Diretoria estava receptiva à ideia da fundação de uma associação de funcionários.

c) Face ao momento extremamente propício, não perdemos tempo e, de imediato, apressamos a elaboração do Estatuto, que tão logo pronto foi apresentado ao Dr.Portugal. Que eu me lembro, não foi diagnosticado qualquer óbice para o seu pronto Registro.

II) Administração:

a) Tendo em vista o Quadro Funcional da Finame ser pequeno, na época, pouco mais de 40 funcionários, necessário criar mecanismo de aporte de recursos cuja origem fosse do próprio orçamento da Finame, visto que os recursos oriundos das mensalidades não eram significativos. Foi um momento importante do grupo em conquistar a aprovação da Diretoria Executiva.

b) O próximo passo foi estabelecer a data da eleição e convocar as chapas para a eleição da primeira Diretoria da Associação.

c) Após, a chapa eleita tomou posse, estando toda a Diretoria da Finame presente e oferecendo autenticidade ao evento tão importante para nós, os funcionários.

d) A primeira reunião foi importante pois tratou-se de definir as diretorias e dar posse aos Srs. Diretores.

e) O objetivo principal da atual Diretoria foi buscar os meios legais e estatutários para iniciar os programas de assistência social e financeira, o que não levou muito tempo para fazermos grandes conquistas.

f) Importante relembrar o fato de que pela primeira vez na história da Finame levamos a bom termo uma festa definal de ano culminando num jantar de confraternização onde a Presidência do BNDES esteve presente. Foi um momento importante de integração entre a FINAME e o BNDES.

g) Finalmente, cabe lembrar que tentamos iniciar um entendimento com o Sr. Presidente da Fapes, na época creio ter sido o Sr. Ruy, a fim de agregarmos o pessoal da Finame aos Programas lá existentes. Não obtivemos êxito, muito embora a semente tenha sido lançada e posteriormente foi conquistada.

Finalmente meu caro Jorge Henrique, desejo a você um grande sucesso a frente desta Presidência e que cada vez mais abra novos caminhos para o engrandecimento desta Casa tão honrada neste País.

Recebo com imensa satisfação seu convite para inserir o meu “depoimento” dentre aqueles escolhidos pelos organizadores do site da AFFINAME. Sinto-me imensamente feliz, e, ao mesmo tempo saudoso, quando falo dos “velhos tempos” da nossa hoje vitoriosa Associação.

Nos idos de 1972, incentivados pelo então Secretário Executivo Adjunto de Operações, o Dr. Antonio Luiz Portugal Moura, eu, o Jober e o João Flávio, nos auto-intitulamos de “Comissão de Constituição” com a finalidade de criarmos uma associação de funcionários.

Àquela época a FINAME ainda era uma empresa em seus primeiros anos de existência (instalada na Rua da Candelária, 60), longe portanto de desfrutar da importância e prestígio que viria a ter no cenário econômico brasileiro.

Nós, o pessoal da Finame, (como éramos conhecidos), não deviamos ser mais de 100 aí incluídos aqueles cedidos por outras instituições (principalmente o BNDE – sem o “S” -, Banco do Brasil, BRDE e BDMG).

Uma característica marcante e sempre presente na FINAME ( ainda mais patente nos seus primeiros anos) era “vestir a camisa da empresa”. O que os nossos Administradores conseguiam de motivação e consequente desempenho era quase inacreditável. Os números estão ai para comprovar.

A Associação dos Funcionários da Finame, sem sombra de dúvida, teve uma participação importante no processo de consolidação da nossa Empresa, ao promover ainda mais a interação entre os funcionários, sua representação junto à Direção, e também proporcionando, através de seus programas assistenciais, apoio às necessidades materiais dos seus associados.

Hoje, quando a FINAME foi transformada em apenas mais um programa do BNDES e, dizem, perderá oficialmente sua denominação de AGêNCIA ESPECIAL de FINANCIAMENTO INDUSTRIAL – FINAME , é mais importante do que nunca para todos aqueles que tiveram a honra e o prazer de participar da empresa modelo que foi a FINAME, ter a ASSOCIAÇÃO como um instrumento de união e de preservação da memória dos bons tempos que juntos vivenciamos. Jorge Henrique, talvez você seja o Presidente com a maior responsabilidade da história da AFFINAME.

Um abraço
Walter Santa Rita Pereira
Rio, junho de 2010

Quando entrei para a Finame, em 07/01/1980 fiquei lotada na área de Recursos Humanos, com a parte de Recrutamento e Seleção, Treinamento e participei da implantação do Sistema de Avaliação de Desempenho.

Se alguém me dissesse que eu iria ser, um dia, presidente da Associação de Funcionários da Finame, eu iria dizer que a pessoa estava alucinando… Mas os anos se passaram e por uma questão de coerência com minhas palavras, acabei realizando o mais improvável. Explico:

Eu assistia às reuniões do grupo que montava uma chapa para concorrer às eleições para AFF, apenas como ouvinte, esperando um colega que após o expediente tocava piano no bar do Hotel Nacional e como eu morava na Barra, dava carona para ele. Após várias reuniões vi que ninguém queria ser o cabeça da chapa e acabei me intrometendo e disse que alguém tinha que colocar a cara na janela, tinha que assumir, tinha que acabar o jogo de empurra, ao que me responderam, com certa impaciência, “Então porque você não assume?” Fiquei boquiaberta, mas achei que tinha que ser coerente. E topei achando que não havia a menor hipótese de ganhar as eleições. Mas ganhei e soube que fizeram até apostas que eu não duraria um semestre sequer…

Fui apresentada ao Adilson Vianna que já era presidente da AFBNDESPAR e com ele aprendi tudo que precisava para exercer o cargo.

A Finame ainda usava Relógio de Ponto. Muitos benefícios que os empregados do Banco e até mesmo a BNDESPAR já conseguira, nós não tínhamos.

Então chegou a primeira data base e consequentemente a primeira Negociação Coletiva. Fizemos a pauta de reivindicações e nada aconteceu até que soubemos que a Diretoria havia recebido um Telex  (é… somos da época do telex…) de Brasília dizendo que não podiam avaliar as reivindicações por já ter passado do prazo legal para fazê-lo. E a Diretoria, talvez para não esfriar a motivação e dedicação dos empregados da Finame que trabalhavam loucamente na análise de pedidos de financiamento para Pequena e Média Empresa que abarrotavam as salas, já que estávamos no auge do  Plano Cruzado e os investimentos nessa área era monumental, ou talvez por despreparo mesmo para negociar, já que era a primeira vez para todos, não comunicou à Diretoria da AF o teor do telex. Aí convocamos uma AGE de emergência e na presença de praticamente todos os empregados da Finame, projetamos o telex na parede.  Foi um momento totalmente emocional. Teve até choradeira e foi decidido que não negociaríamos mais com a Diretoria da Finame, mas diretamente com o Presidente do BNDES que na época era o Dr. André Franco Montoro Filho. Foi uma experiência terrível, inclusive para mim, que mantinha um ótimo relacionamento com os Diretores da Finame.

O Presidente então, após receber-nos em reunião, designou o Dr. Attílio Vivacqua, Diretor Administrativo da Finame para representá-lo, por conhecer mais a administração da Finame e depois das rodadas os ítens seriam discutidos com o Dr. Montoro.

Na primeira rodada, havia, entre muitos outros, um ítem sobre treinamento e como eu não era cedida à AF e atuava ainda na área de RH, incluindo treinamento, fui extremamente agredida com críticas pessoais por causa do ítem. Foi duro… Mas segurei a barra e após a rodada, já em casa chorei baldes…No dia seguinte, cheguei com os olhos inchados e Dr. Vivacqua que era uma pessoa educadíssima, humana e gentil, ficou sabendo e me chamou na sala dele para conversarmos.

Então ele me disse que ficara muito irritado por, eu sendo responsável por treinamento, estar fazendo críticas ao que existia até a data. Expliquei-lhe que o que era reivindicado era treinamento específico para que os empregados pudessem assumir cargos de mais responsabilidades, porque sempre que abria uma vaga, argumentavam que não havia empregados preparados para assumir. Acrescentei também que não podíamos misturar as atividades: uma Jane era empregada da Finame, com cargo técnico, atuando na área de RH e a outra era Presidente da AFFINAME e como tal ele iria ver-me defendendo com unhas e dentes até mesmo coisas contrárias ao meu pensamento, porque eu era apenas uma procuradora dos associados que haviam me eleito e que eu poderia, no máximo tentar expor meu modo de ver determinada situação, mas se fosse voto vencido, certamente eu defenderia com a mesma garra os desejos da maioria.

Este foi um grande aprendizado que a AF me proporcionou e que levei para a vida!

Estar a frente da AF por tantos anos não foi minha escolha. Muitas vezes quis sair, mas os colegas não deixavam… Hoje sei que outros poderiam ter feito coisas novas e melhores.

Mas tenho a tranquilidade de ter feito o melhor que pude e sempre com muito amor.

Desejo a nova Diretoria muito sucesso e que mantenham a mente aberta para o aprendizado diário que a AF proporciona.

Rio, 25/06/2010.

Amigos da Finame,
Os mais próximos sabem que meu forte nunca foram as palavras. Meu negócio sempre foram os números, meus companheiros durante minha jornada na FINAME, posteriormente no BNDES e principalmente na AFFINAME, onde atuei por mais de 20 anos.

Foi sempre com enorme satisfação, com orgulho e com grande responsabilidade que atuei como Diretor da AFF, durante a maioria dos mandatos, inclusive, tendo que conciliar o trabalho na contabilidade do banco com as tarefas da Diretoria, mas isso nunca foi um problema.

Talvez não tenha sido possível uma dedicação integral, mas sempre fiz o meu melhor na tentativa de contribuir para a saúde financeira e a manutenção de tudo que conquistamos ao longo destes 38 anos de existência, com trabalho e honestidade.

A AFFINAME sempre foi a extensão das nossas casas. Sempre atuou como uma mãe carinhosa, preocupada com o bem estar de seus filhos.

Eu, por minha vez, sempre fiz o papel do pai ciumento, aquele que muitas vezes era obrigado a cobrar, a negociar, enfim…mas sempre com a intenção de preservar o que é nosso.

A atual Diretoria antes de lançar sua canditatura me procurou para que eu continuasse no cargo, o que muito me envaideceu, e apesar de ter declinado do convite em virtude de já estar comprometido com a chapa concorrente, disse-lhes à época e reintero agora, sou AFFINAME, independente de quem vença.

Me orgulho de só ter feito amigos durante minha estada na FINAME e no BNDES, o que se repetiu na Diretoria da AFFINAME.

Agradeço imensamente a confiança que sempre me foi dedicada, agradeço a oportunidade de ter meu nome ligado a história da nossa Associação, agradeço imensamente a oportunidade de ter trabalhado ao lado de companheiros tão queridos e respeitáveis, que com certeza contribuíram para o sucesso da nossa FINAME e da nossa AF.

Parabenizo a Diretoria da AFFINAME pela criação da página, que será muitíssimo importante para que nós aposentados possamos manter contato com os colegas ativos e possamos acompanhar, ainda que virtualmente, as muitas vitórias que com certeza ainda virão.

Desejo a todos muito sucesso!
João Carlos.

HISTÓRICO DE DIRETORIAS

Diretoria
Presidente
Jorge Henrique Guimarães Velloso

Vice-Presidente
Amaury Barreto Aguiar

Vice-presidente suplente:
Elcio Elzeguir Amiune

Diretor Financeiro
Valdir da Silva

Diretor Financeiro suplente:
Alex Soares da Silva

Diretora Secretária
Jeanne Antunes Simas

Diretor Secretário Suplente
Jose Alexandre de Lima Barbosa

Diretor Social
Rejane de Lima Nascimento da Costa

Diretor Cultural
Claudia Simões Rodrigues

Diretor de Esportes
Roberto Pessanha dos Santos

Conselho Fiscal:
Titulares:
Jane Maria Coelho Duarte
José Asdrubal Bezerra de Souza
Orvinda Alves Barroso

Diretoria
Presidente
Jorge Henrique Guimarães Velloso

Vice-Presidente
Amaury Barreto Aguiar

Vice-presidente suplente:
Elcio Elzeguir Amiune

Diretor Financeiro
Valdir da Silva

Diretor Financeiro suplente:
Alex Soares da Silva

Diretor Secretário
Jeanne Antunes Simas

Diretor Secretário Suplente
Jose Alexandre de Lima Barbosa

Diretor Social
Rejane de Lima Nascimento da Costa

Diretor Cultural
Claudia Simões Rodrigues

Diretor de Esportes
Roberto Pessanha dos Santos

Conselho Fiscal:
Titulares:
Gilmar Monteiro Coimbra
José Asdrubal Bezerra de Souza
Orvinda Alves Barroso

Suplentes:
Angela Cristina de Oliveira Leite
Jane Maria Coelho Duarte
Manoel Fernandes dos Reis (2016)

Diretoria
Presidente
Jorge Henrique Guimarães Velloso

Vice-Presidente
Amaury Barreto Aguiar

Suplente:
Elcio Elzeguir Amiune

Diretor Financeiro
Valdir da Silva

Suplente
Evonir Roza de Mendonça

Diretor Secretário
Jeanne Antunes Simas

Suplente
Jose Alexandre de Lima Barbosa

Conselho Fiscal:
Titulares:
Alex Soares da Silva
Gilmar Monteiro Coimbra
José Asdrubal Bezerra de Souza

Suplentes:
Angela Cristina de Oliveira Leite
Jane Maria Coelho Duarte
Manoel Fernandes Dos Reis

Diretor designado:
Esportes: Roberto Pessanha Dos Santos
Cultural: Claudia Simoes Rodrigues
Social: Rejane de Lima Nascimento da Costa

Consultoria Jurídica
Orvinda Alves Barroso

Diretoria
Presidente
Jorge Henrique Guimarães Velloso

Vice-Presidente
Amaury Barreto Aguiar

Suplente:
Elcio Elzeguir Amiune

Diretor Financeiro
Valdir da Silva

Suplente
Evonir Roza de Mendonça

Diretor Secretário
Jeanne Antunes Simas

Suplente
Jose Alexandre de Lima Barbosa

Conselho Fiscal:
Titulares:
Rene Azevedo Monteiro
Gilmar Monteiro Coimbra
José Asdrubal Bezerra de Souza

Suplentes:
Angela Cristina de Oliveira Leite
Jane Maria Coelho Duarte
Manoel Fernandes Dos Reis

Diretor designado:
Esportes: Roberto Pessanha Dos Santos
Cultural: Claudia Simoes Rodrigues
Social: Rejane de Lima Nascimento da Costa

Diretoria
Presidente:
Roberto Flávio de Oliveira

Vice-Presidente:
Carlos Germano Regio Amazonas

Suplente:
Marcelo Oliveira de Carvalho

Diretor Financeiro:
João Carlos Paiva Pessoa

Suplente:
Valdir da Silva

Diretor Secretário:
Jacira Pires Cruz

Suplente:
Julio Cesar Ladeira Bravim

Conselho Fiscal:
Titulares:
Edson Luiz Moret de Carvalho
Francisco Domingues Cardoso
Jose Alexandre de Lima Barbosa

Diretoria
Presidente:
Roberto Flávio de Oliverira

Vice-Presidente:
Carlos Germano Regio Amazonas

Suplente:
Angela Cristina de Oliveira Leite

Diretor Financeiro:
João Carlos Paiva Pessoa

Suplente:
Daniel de Queiroz Salek

Diretor Secretário:
Julio Cesar Ladeira Bravim

Suplente:
Jacira Pires Cruz

Conselho Fiscal:
Titulares:
Edson Luiz Moret de Carvalho
Francisco Domingues Cardoso

Suplentes:
Amaury Barreto Aguiar
Marcelo Oliveira de Carvalho

Diretoria
Presidente:
Roberto Flávio de Oliveira

Vice-Presidente:
Carlos Germano Regio Amazonas

Suplente:
Angela Cristina de Oliveira Leite

Diretor Financeiro:
João Carlos Paiva Pessoa

Suplente:
Daniel de Queiroz Salek

Diretor Secretário:
Julio Cesar Ladeira Bravim

Suplente:
Jacira Pires Cruz

Conselho Fiscal:

Titulares:
Edson Luiz Moret de Carvalho
Francisco Domingues Cardoso

Suplentes:
Amaury Barreto Aguiar
Marcelo Oliveira de Carvalho

Diretoria
Presidente:
Jane Maria Coelho Duarte

Vice-Presidente:
Carlos Germano Regio Amazonas

Suplente:
Angela Cristina de Oliveira Leite

Diretor Financeiro:
João Carlos Paiva Pessoa

Suplente:
Daniel de Queiroz Salek

Diretor Secretário:
Orvinda Alves Barroso

Suplente:
Amaury Barreto Aguiar

Conselho Fiscal:
Titulares:
Jorge Henrique Guimarães Velloso
Julio Cesar Ladeira Bravim

Suplentes:
Jose Asdrubal Bezerra de Souza
Margarida Rangel Silva Serafim

Diretoria
Presidente:
Jane Maria Coelho Duarte

Vice-Presidente:
Carlos Germano Regio Amazonas

Suplente:
Angela Cristina de Oliveira Leite

Diretor Financeiro:
João Carlos Paiva Pessoa

Suplente:
Daniel de Queiroz Salek

Diretor Secretário:
Orvinda Alves Barroso

Suplente:
Amaury Barreto Aguiar

Conselho Fiscal:
Titulares:
Luiz Gonzaga de Castro Lima
Jorge Henrique Guimarães Velloso

Suplentes:
Julio Cesar Ladeira Bravim
Jose Asdrubal Bezerra de Souza

Diretoria
Presidente:
Jane Maria Coelho Duarte

Vice-Presidente:
Eli Tavares Teixeira

Suplente:
Angela Cristina de Oliveira Leite

Diretor Financeiro:
João Carlos Paiva Pessoa

Suplente:
Daniel de Queiroz Salek

Diretor Secretário:
Orvinda Alves Barroso

Suplente:
Amaury Barreto Aguiar

Conselho Fiscal:
Titulares:
Luiz Gonzaga de Castro Lima
Hugo Emmanuel Pinheiro Sardenberg

Suplentes:
Jorge Henrique Guimarães Velloso
Rene Azevedo Monteiro

Diretoria
Presidente:
Jane Maria Coelho Duarte

Vice-Presidente:
Eli Tavares Teixeira

Suplente:
Amaury Barreto Aguiar

Diretor Financeiro:
João Carlos Paiva Pessoa

Suplente:
Orvinda Alves Barroso

Diretor Secretário:
Daniel de Queiroz Salek

Suplente:
Rita de Cássia G. Santos Soares

Conselho Fiscal:
Titulares:
Luiz Gonzaga de Castro Lima
Hugo Emmanuel Pinheiro Sardenberg

Suplentes:
Angela Cristina de Oliveira Leite
Marcio Augusto Verde

Diretoria
Presidente:
Jane Maria Coelho Duarte

Vice-Presidente:
Eli Tavares Teixeira

Suplente:
Amaury Barreto Aguiar

Diretor Financeiro:
João Carlos Paiva Pessoa

Suplente:
Marcos da Costa Guaranho

Diretor Secretário:
Daniel de Queiroz Salek

Suplente:
Elcio Elzeguir Amiune

Conselho Fiscal:
Titulares:
Luiz Gonzaga de Castro Lima
Hugo Emmanuel Pinheiro Sardenberg

Suplentes:
Angela Cristina de Oliveira Leite
Jorge Henrique Guimarães Velloso

Diretoria
Presidente:
Angela Augusta Salome Silva

Vice-Presidente:
Jane Maria Coelho Duarte

Suplente:
Elcio Elzeguir Amiune

Diretor Financeiro:
Daniel de Queiroz Salek

Suplente:
Joao Carlos Paiva Pessoa

Diretor Secretário:
Manoel Fernandes Dos Reis

Suplente:
Jorge Henrique Guimarães Velloso

Conselho Fiscal:
Titulares:
Jose Asdrubal Bezerra de Souza
Hugo Emmanuel Pinheiro Sardenberg

Suplentes:
Antonio Carlos Guimarães
Edson Luiz Moret de Carvalho

Diretoria
Presidente:
Jane Maria Coelho Duarte

Vice-Presidente:
Carlos Germano Regio Amazonas

Suplente:
José Augusto Vital Gouveia

Diretor Financeiro:
Joao Carlos Paiva Pessoa

Suplente:
Roberto Flávio de Oliveira

Diretor Secretário:
Daniel de Queiroz Salek

Suplente:
Angela Augusta Salomé Silva

Conselho Fiscal:
Titulares:
Rinaldo Cantoni
Hugo Emmanuel Pinheiro Sardenberg

Suplentes:
Julio Cesar Ladeira Bravim
Eli Tavares Teixeira

Diretoria
Presidente:
Jane Maria Coelho Duarte

Vice-Presidente:
Paulo Sérgio Sodré Maciel Braga

Suplente:
Roberto Flavio de Oliveira

Diretor Financeiro:
Helena Maria de Morais Coutinho

Suplente:
João Carlos Paiva Pessoa

Diretor Secretário:
Rinaldo Cantoni

Suplente:
Jane Uilha Peters

Conselho Fiscal:
Titulares:
José Augusto Vital Gouveia
Hugo Emmanuel Pinheiro Sardenberg

Suplentes:
Orvinda Alves Barroso
Rita de Cássia G.S.Soares

Diretoria
Presidente:
Jane Maria Coelho Duarte

Vice-Presidente:
Antonio Carlos Guimarães

Suplente:
Roberto Flavio de Oliveira

Diretor Financeiro:
Carlos Antonio Fernandes de Souza

Suplente:
Orvinda Alves Barroso

Diretor Secretário:
Rita de Cássia G.S.Soares

Suplente:
Dinorá Soares Maia

Conselho Fiscal:
Titulares:
José Augusto Vital Gouveia
José Flávio Gioia

Suplentes:
José Alipio B. Borges de Jesus
Hugo Emmanuel Pinheiro Sardenberg

Diretoria
Presidente:
Eli Tavares Teixeira

Vice-Presidente:
Jose Augusto Vital Gouveia

Suplente:
Joao Carlos Paiva Pessoa

Diretor Financeiro:
Julio Cesar Ladeira Bravim

Suplente:
Carlos Antonio Fernandes de Souza

Diretor Secretário:
Marcos da Costa Guaranho

Suplente:
Rosemary Dos Santos Terra

Conselho Fiscal:
Titulares:
Renato José Cursino de Moura
Marli Costa

Suplentes:
Jane Maria Coelho Duarte
Margarida Rangel S. Serafim

Diretoria
Presidente:
Marli Costa

Vice-Presidente:
Roberto Flávio de Oliveira

Suplente:
Claudio Fernando B.G. da Silva

Diretor Financeiro:
Eli Tavares Teixeira

Suplente:
Orvinda Alves Barroso

Diretor Secretário:
Jane Maria Coelho Duarte

Suplente:
Angela Leite Santos

Conselho Fiscal:
Titulares:
Hélio Giraldo
Helena Maria de Moraes Coutinho

Suplentes:
José Augusto Vital Gouveia
Julio Cesar Ladeira Bravim

Diretoria
Presidente:
Marli Costa

Vice-Presidente:
Heloisa Ramos Alves de Oliveira

Suplente:
Sidney Dutra da Silva

Diretor Financeiro:
Eli Tavares Teixeira

Suplente:
Maria Thereza M. Do Vale

Diretor Secretário:
Maria Helena Rodrigues

Suplente:
Angela Cristina Leite Santos

Conselho Fiscal:
Titulares:
Hugo Emmanuel Pinheiro Sardenberg
Mariza Mercês Ferreira

Suplentes:
Jose Augusto Vital Gouveia
Antonio Francisco Dos Santos

Diretoria
Vice-Presidente:
Helio Giraldo

Suplente:
Luiz Sanches Marques

Diretor Financeiro:
Edson Luiz Moret de Carvalho

Suplente:
José Carlos de Jesus

Diretoria
Presidente:
Hugo Emmanuel Pinheiro Sardenberg

Vice-Presidente:
João Flávio da Silva

Suplente:
Dilson Martins Guimarães

Diretor Financeiro:
Antonio Ricardo Gaffrée

Suplente:
Claudio Pereira Perez

Diretor Secretário:
Geni Matos Nascimento

Suplente:
Eli Tavares Teixeira

Conselho Fiscal:
Titulares:
João Baptista Menezes
Gilvane Andrade Costa Donin

Suplentes:
Renato José Cursino de Moura
Sandra Âor da Silva

Diretoria
Presidente:
Walter Santa Rita Pereira

Vice-Presidente:
Paulo Fernando Gomes

Suplente:
Hélio Giraldo

Diretor Financeiro:
Lucinda Gonzalez da Silva

Suplente:
Carlos Orlando da Costa Nunes

Diretor Secretário:
Hugo Emmanuel Pinheiro Sardenberg

Suplente:
Marli Costa

Conselho Fiscal:
Titulares:
Antonio Ricardo Gaffrée
João Flavio da Silva

Suplentes:
Fernando Nunes de Almeida
Lucia de Jesus Azevedo

Diretoria
Presidente:
Walter Santa Rita Pereira

Vice-Presidente:
Silas José da Silva

Suplente:
Hugo Emmanuel Pinheiro Sardenberg

Diretor Financeiro:
Lucinda Gonzalez da Silva

Suplente:
Fernando Nunes de Almeida

Diretor Secretário:
daltony Nóbrega

Suplente:
Sueli Pinto Guiot

Conselho Fiscal:
Titulares:
Helio Giraldo
Waldir de Souza Bernardes

Suplentes:
Paulo Fernando Gomes da Silva
João Flávio da Silva

Diretor designado
Esportes
Jorge Caldas Madeira

Cultural
Milton Claudio Gontijo Cesar

Social
Armenio Arthur Porto

Diretoria
Presidente:
Jober Cerqueira Lima

Diretor Financeiro:
Paulo Fernando Gomes da Silva

Diretor Secretário:
Carlos Alberto Cardoso

Conselho Fiscal:
Titulares:
João Flávio da Silva
Walter Santa Rita Pereira

E sobre a Agência Especial de Financiamento Industrial - FINAME

Conheça um pouco da sua história

A Finame

1. ANTES de 1990

1.1 A CRIAÇÃO DA FINAME – ANTECEDENTES

A Comissão Mista Brasil-Estados Unidos (CMBEU), formada em 1951, reuniu técnicos dos dois países para realizar um diagnóstico da economia brasileira e formular projetos visando ao financiamento pelo Banco Mundial e pelo Eximbank (Estados Unidos).

A Comissão funcionou até 1953, tendo produzido 41 projetos, que envolviam investimentos de US$ 387 milhões, sobretudo na área dos transportes e da energia elétrica. Foram esses justamente os dois setores mais apoiados na fase inicial do recém criado Banco Nacional de desenvolvimento Econômico (BNDE, atual BNDES).

A primeira e única operação contratada pelo Banco em 1952 foi o empréstimo concedido à Estrada de Ferro Central do Brasil, destinado ao cumprimento das recomendações da CMBEU em seu projeto nº 3. O contrato foi firmado em 10 de novembro de 1952, acordando o BNDES em financiar a remodelação das linhas principais de cargas e passageiros entre o Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, aí incluída a aquisição, no Brasil, de 1.500 vagões de aço e 765 vagões de carga, para atender ao aumento de tráfego na siderúrgica de Volta Redonda. Ao todo, no período 1952-60, financiaram-se 8.251 vagões de carga nos diversos projetos do setor ferroviário apoiados pelo Banco.

Na fase 1956-61, com a implementação dos projetos constantes do Plano de Metas (os quais se estenderam até a década de 60), a ênfase do apoio do Banco se dirigiu para a siderurgia e a geração e transmissão de energia elétrica. Os equipamentos principais para esses projetos foram importados, constituindo demanda não-atendida pela indústria nacional. Todavia, como ocorreu no setor ferroviário, itens de menor complexidade foram adquiridos no país, com recursos do BNDES.

Em 1959, foi criado o Grupo Executivo da Indústria Mecânica Pesada (GEIMAPE), com o objetivo de coordenar a implantação da meta para a mecânica pesada e o equipamento elétrico. Tal como ocorreu com a indústria automobilística e a construção naval, esse setor se consolidou no Brasil a partir do Plano de Metas, com empreendimentos que tenderam a ser predominantemente estrangeiros.

Na ocasião, as indústrias de bens de capital do exterior podiam, mediante créditos de fornecedores ou de agências oficiais, oferecer seus produtos às empresas brasileiras com financiamentos de até quinze anos. As indústrias de equipamentos sediadas no Brasil não conseguiam competir no mesmo nível, pois não havia apoio à comercialização dos bens aqui produzidos.

Nesse panorama, e no contexto de uma recessão econômica, surgiu a Finame, com a tarefa definida de apoiar a comercialização de máquinas e equipamentos de fabricação nacional, bem como a respectiva exportação e importação. […]